Cross Gym

Você já corre regularmente e está ficando cada vez mais rápido? Mas daí, um dia, você resolve carregar umas caixas e machuca as costas. Como resultado, só poderá voltar a se exercitar no próximo mês. Outra situação: você já leva o ciclismo a sério e percorre vários quilômetros, mas decide surfar com sua filha e percebe que a resistência da parte superior do seu corpo é terrível. Ou ainda, você levanta pesos há anos, mas, quando precisa correr pra pegar ônibus, sente o pulmão saindo pela boca. Todas essas situações destacam os problemas em concentrar-se apenas em um tipo de exercício. Um atleta que está realmente em forma é aquele competente em todas as áreas da aptidão física: força, potência, velocidade, resistência muscular e cardiovascular, flexibilidade, equilíbrio, coordenação, agilidade e precisão. Outro cenário comum é estagnar o processo no esporte favorito porque julga não ter talento em outra área. O treinador de Mo Farah, Alberto Salazar, falou o quanto Mo era fraco antes de começar a trabalhar com ele, há dois anos. Uma das mudanças foi introduzir levantamento de peso em seu programa de treinamento. Isso melhorou a força do core e ajudou a atleta a manter a disposição até o final da corrida. Seus resultados nas ultimas olimpíadas falam por si só. Muitos atletas de todos os níveis estão aderindo ao crossgym para ter um preparo físico melhor. E essa forma de treinamento está ficando cada vez mais popular também entre os esportistas casuais. Mas o que exatamente seria o crossgym?

BENEFICIOS : – Aumento da força, velocidade, potencia, flexibilidade, agilidade, coordenação, precisão, equilíbrio e resistência geral. – Melhor desempenho em seu esporte de preferência – Redução dos riscos de lesão – Treino menos entediante – Preparação para o que der e vier em sua vida. O que incluir no crossgym? Bem, qualquer tipo de exercício diferente do seu treinamento normal será valido, como por exemplo, fazer aulas de yoga no meio da sua rotina semanal de treino de levantamento de peso, andar de bicicleta se você é corredor, ou fazer um pouco de musculação, mesmo sendo nadador. Mas se você deseja obter grandes resultados, os melhores são aqueles chamados de “movimentos funcionais”.

4fbe8438b21bb7decd5ac4489f7150c0ff28e

Movimentos funcionais São semelhantes aos movimentos que você faz na sua vida cotidiana ou esportiva e que, portanto, ensinam o corpo a “funcionar” corretamente. As atividade isoladas vem de regimes de musculação e concentram-se em apenas um gurpo muscular por sua vez. Elas incluem rosca bíceps, crucifixo peitoral, elevação lateral, extensão de perna e de coxa e assim por diante. O problema é que seu corpo não funciona dessa forma naturalmente e, portanto, não aprende o modo adequado de se mexer. Máquinas de resistência, por outro lado, ditam o caminho do movimento e também não ensinam a usar o corpo corretamente. Sentar-se em um aparelho e puxar ou empurrar peso não o prepara para situações reais, em que você estaria de PE, usando todo o seu corpo para se estabilizar e realizar movimentos. Já os movimentos funcionais são compostos (como agachamentos e remadas), trabalham vários grupos musculares ao mesmo tempo e ensinam a sincronizá-los. Eles exigem estabilidade do core, equilíbrio e coordenação para trabalhar corretamente. O movimentos funcionais podem ser divididos em três principais categorias: exercícios de peso corporal, levantamento de peso e treinamento aeróbico.

Peso corporal – Ginástica Exercícios comuns incluem flexões de braços, puxadas, abdominais e step. Os mais avançados são: parada e mão com flexão, agachamento pistol, treino da argola, subir em corda, Burpees, Pull e Muscle ups na barra e na argola entre outros.

Levantamento de Peso Olímpico – LPO Geralmente atletas começam a aprender os exercícios básicos (agachamentos, supino, levantamento terra e ombro), que são excelentes para o desenvolvimento da força. Além disto, aprendem a manejar o kettlebell e outros instrumentos, como levantamento de peso olímpico com barras, anilhas etc. embora seja muito mais técnico, valem a pena os anos de pratica para domina-lo. A extensão poderosa do quadril é necessária para a maioria dos esportes, e essa é a melhor forma de treinar para isso.

crossfit-fuengirola-slide03

Treinamento aeróbico – Metabólico Se atualmente sue treino é apenas de resistência, você só tem a ganhar com a inclusão de exercícios cardiovasculares para desenvolvê-la. Existe também o que se chama “condicionamento metabólico”, que une os treinos de resistência e cardiovasculares ou seu treinamento de peso. Se tudo isto é novidade pra você, concentre-se em adquirir uma técnica consistente antes de aumentar a intensidade de seu treino.

Fonte: Revista Cross-Training